Por: Ascom
26/11/2019 - 02:31:48

Apresentada pelo vereador Gildair Almeida (PP), a indicação 97/2019 pede ao Poder Executivo que elabore um projeto de lei alterando a Lei Municipal nº 746 (que estabelece o Código Municipal de Trânsito) em vigor desde 2010, a fim de ampliar o tempo mínimo para que os mototaxistas possam apresentar os respectivos atestados médicos exigidos quando da renovação de alvarás, passando de um ano para cinco anos.

O parlamentar defende, com a mudança, “apenas equiparar o tempo de um novo exame de saúde com o tempo do exame de vista exigido na renovação da Carteira Nacional de Habilitação”. Ele também sugere que o tempo de vida útil das motocicletas seja ampliado de sete para 10 anos.

Ao defender a indicação do colega, aprovada no plenário por unanimidade, o vereador Jorge Maécio (PP) informou que tramita na Câmara Federal, em Brasília, Projeto de Lei 8859/2017, de autoria do deputado federal Ronaldo Carleto que visa conceder a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para motoboys e mototaxistas na aquisição de motocicletas.

“A medida vale para compras de motocicletas de fabricação nacional, de até quinhentas cilindradas, feitas pelos profissionais citados,” enfatizou Maécio.

 


Enquete

Você confia na decisão do presidente Bolsonaro sobre liberação da cloroquina no tratamento da Covid-19?




VOTAR PARCIAL