Por: Redação/Atlanticanews
16/06/2022 - 10:11:01

Eunápolis, no extremo sul, é a cidade baiana que registrou o maior número de contaminações pela BA.1, com 176 casos, seguida de Salvador, com 99.

O Laboratório Central da Bahia (Lacen-BA) identificou quatro sub-variantes da ômicron no estado, que foram registradas em pacientes de 193 dos 417 municípios baianos.

 

De acordo com a Sesab, 873 amostras coletadas durante o primeiro trimestre desse ano foram analisadas pelo Lacen e 799 sequências foram divulgadas. A análise detectou 730 infecções por sub-variantes da ômicron, ou seja, mais de 90% dos sequenciamentos realizados.

 

Do total, o maior número de casos é do subtipo BA.1, com 660 infectados. A variação BA.1.1 registra 57 ocorrências, seguida pela BA.2, com 11. A mais recente, identificada em abril, é a XF, que tem duas confirmações.


Enquete

Você acredita que teremos um surto de covid após os festejos juninos?




VOTAR PARCIAL