Por: Redação / atlanticanews
29/03/2020 - 10:43:56

O momento é de atenção redobrada com o novo coronavírus, que já registrou dois casos em Itabuna, mas o trabalho para combater o mosquito Aedes aegypti não parou na cidade. Os agentes de endemias estão fazendo o bloqueio de casos com a pulverização em locais que podem ser focos do mosquito e têm histórico de notificação.

“Não devemos dar espaço para a dengue, o zika vírus e a chikungunya", ressaltou Roberto Góes, coordenador de endemias do município.

Itabuna tem um Liraa de 6,9%, o que mantém a cidade em alerta. De acordo com a Vigilância epidemiológica, foram montadas estratégias para combater o mosquito. O setor informou que recebeu equipamentos EPI para a visita aos imóveis, como óculos protetor, luvas de procedimento (seguindo orientações do Ministério da Saúde) e máscara N95.

O município recebeu 20 quilos de larvicida. Com isso, a partir de segunda-feira (30), serão realizadas atividades educativas para evitar a proliferação do mosquito. De acordo com a direção de Vigilância à Saúde, os agentes continuarão com o fumacê e o trabalho em pontos estratégicos, como hospitais e locais com rotatividade de depósito.

 


Enquete

Você está satisfeito (a) com a política de combate ao novo coronavírus no Brasil?




VOTAR PARCIAL