Por: Tássio Loureiro / AtlanticaNews
18/11/2021 - 07:35:04

Nesta quarta-feira (17/11), o deputado federal Valmir Assunção, fez uma denúncia na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, contra o prefeito de Itabela Luciano Francisqueto (Republicanos).

O deputado afirma que Luciano ameaçou o radialista Dino Pereira, após um comentário, sobre irregularidades nos pagamentos de transporte escolar durante a pandemia.

A denúncia foi realizada pelo vereador Felipe Maciel (PSB) e protocolada no Ministério Público Federal (MPF), pedindo investigação sobre gastos com transporte escolar no período da pandemia, até o mês de setembro, sem ter aula presencial no município, já que o retorno aconteceu na última terça-feira (16).

O caso teve repercussão na região e por todo o estado, como mais um ataque à imprensa e à liberdade de expressão.

“O prefeito foi atacar o radialista por ter repercutido o assunto, ou seja, agiu igual Bolsonaro, atacando a liberdade de imprensa. O prefeito chegou a dizer que o radialista vai ter que provar, mas quem tem que provar é o prefeito se pagou ou não”, salienta Assunção.

O petista reforça a importância do MPF abrir investigação “para a população de Itabela ter a transparência sobre os pagamentos de transporte escolar sem ter aula presencial”.

De acordo com informações protocoladas por Valmir, o caso aconteceu no dia 13 de novembro, quando o radialista Dino Pereira foi ofendido e ameaçado pelo atual prefeito por áudios enviados em aplicativo de mensagem. “Áudio de caráter intimidatório. O prefeito se revela em grave ameaça à liberdade de expressão e de imprensa. Esse tipo de atitude reforça a censura e estimula um ambiente de perseguição, inadequados aos valores democráticos e à legislação que protege a imprensa brasileira”, completa Valmir.


Enquete

Você acredita que o Flamengo ainda pode vencer o Campeonato Brasileiro?




VOTAR PARCIAL