Por: Tássio Loureiro / AtlanticaNews
19/11/2021 - 10:05:34

Na manhã desta sexta-feira (19/11), a Polícia Civil de Eunápolis cumpriu cinco mandados de busca, em desdobramento da Operação Hepta, que investiga a chacina ocorrida no município de Itabela no dia 30/10/2021, em que cinco pessoas foram assassinadas e duas ficaram feridas.

O crime ocorreu às margens da rodovia, BR 101, entre os distritos de Monte Pascoal e Montinho, município de Itabela.

Uma mulher de 66 anos ainda se encontra internada em estado grave. A quinta vítima foi alvejada por disparos no pé, mas conseguiu fugir.

Segundo as investigações, a vítima Gean Vieira da Silva de 43 anos, apesar de residir numa casa de pau a pique, coberta de lona, numa área do DNIT, às margens da rodovia, havia recebido recentemente significativa soma em dinheiro, numa ação judicial de herança.

Antônio Carlos Santos Vasconcelos de 21 anos, filho da advogada que atuou na causa judicial, sabedor do valor recebido pela vítima, já que trabalhava no escritório com a mãe, chamou outros quatro indivíduos para roubar o dinheiro e matar o casal.

No momento do crime, no entanto, havia outras pessoas presentes no local, e praticamente todas elas foram alvo da ação violenta.

Como resultado das investigações, já foram presos; Nathan Glaubert Santos de Jesus de 24 anos, Luiz Felipe Lira de Oliveira de 18 e Pauliran Souza da Silva Júnior de 19 e outros dois envolvidos sendo um adolescente de 17 anos e o filho da advogada são considerados foragidos da Justiça.

Já foram recuperados pela polícia; um aparelho celular de uma das vítimas, uma TV smart de 40 polegadas, uma caixa de som wi-fi e um microondas, pertences estes subtraídos durante a ação criminosa.

Durante as investigações, os investigadores apreenderam na cidade de Guaratinga uma pistola calibre 9 mm que foi utilizada no crime, 34 pinos de cocaína e duas toucas ninjas.

A caminhonete S10 utilizada pelos autores para chegar ao local do crime foi identificada e pertencia ao cliente de uma oficina de Itabela, que deixou o veículo na oficina mecânica para realizar um pequeno reparo no limpador de pára-brisas. O responsável pela oficina, no entanto, estava envolvido na chacina e utilizou carro para transportar os autores do crime e os pertences subtraídos.

Segundo as investigações, não há qualquer indício de envolvimento da advogada no crime, que desconhecia o envolvimento e atuação de seu filho na ação delituosa.

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela Juíza Titular da Comarca de Itabela, após parecer favorável do Ministério Público Estadual.


Enquete

Você acredita que o Flamengo ainda pode vencer o Campeonato Brasileiro?




VOTAR PARCIAL