Por: Digitale Têxtil
09/05/2021 - 18:54:51

As cores são visualmente atrativas, transmitem mensagens e produzem sensações. No cenário da moda, constroem e fortalecem a imagem da marca, orientam as decisões da coleção e podem ser fatores decisivos no momento da compra.

Neste post, abordaremos a relação entre a psicologia das cores e as roupas, o significado das principais tonalidades e como usá-las a seu favor. Continue a leitura e planeje a sua próxima coleção!

Entenda a teoria

 

Compreender o que é a psicologia das cores é o pontapé inicial para escolher as nuances da sua coleção. Basicamente, o estudo observa e identifica padrões na maneira com que as cores são percebidas pelo nosso cérebro.

 

Ou seja, mesmo que cada pessoa tenha a sua própria percepção, os estímulos das cores são praticamente os mesmos.

 

Tonalidades quentes, como o vermelho, o laranja e o amarelo, costumam ser lidas como alegres, estimulantes e dinâmicas. Já os tons frios, como o azul, o verde e o roxo, são frequentemente associados à tranquilidade e seriedade.

Cores quentes geram estímulos alegres e dinâmicos; tons frios transmitem tranquilidade e equilíbrio.

 

Conheça os significados

Antes de entender o significado das cores na moda e saber como usá-las na sua confecção, é preciso conhecer as associações mais recorrentes das principais tonalidades:

Azul

A cor fria relaciona-se com as sensações de harmonia, confiança, credibilidade, tecnologia e inteligência. Enquanto os tons escuros transmitem profundidade e sabedoria, os mais claros comunicam delicadeza e suavidade.

 

Vermelho

 

Tom quente que estimula a ação e representa a sensualidade, a extroversão, a transgressão, a energia e a coragem. Em tonalidades mais escuras, exprime firmeza e elegância.

 

O vermelho é uma ótima escolha para quem quer produzir peças expressivas.

 

Amarelo

 

Alegria, abundância, criatividade, curiosidade, jovialidade e otimismo são os principais significados do amarelo. Assim como o vermelho, é uma cor que chama atenção e desperta atitude.

 

Verde

 

Conhecido por representar a natureza e a esperança, o verde também simboliza o equilíbrio, a tranquilidade, a juventude, a liberdade, a renovação, o crescimento e a boa sorte.

 

As variações de verde funcionam muito bem na moda, especialmente em coleções veranis e beachwear.

 

Rosa

 

Unindo o branco e o vermelho, o rosa simboliza o meio-termo entre a calmaria e a euforia. É frequentemente associado ao universo da fantasia, delicadeza, simpatia e romantismo.

 

Roxo

 

O tom relaciona-se com as noções de mistério, poder, criatividade, intimidade e transformação. Costuma ser aplicado em contextos onde busca-se fugir do convencional.

 

O roxo é um tom frio que chama atenção e promete diferenciar as peças da coleção.

 

Laranja

 

Tal qual o vermelho, é um tom quente, convidativo e energético, mas sem deixar o indivíduo em estado de alerta. Também sugere calor, simpatia, determinação, otimismo e diversão.

 

Cinza

 

A aplicação do cinza representa solidez, modernidade, intelectualidade, inovação e tecnologia. É uma tonalidade neutra que, quando combinada a outras cores, tende a destacá-las.

 

Os tons neutros, como o cinza, são perfeitos para multiplicar as combinações de cores da coleção.

 

Marrom

 

A cor está atrelada aos sentimentos de estabilidade, materialidade, segurança e aconchego. É uma nuance neutra, que permite inúmeras combinações e costuma fazer parte de muitas paletas de cores da moda.

 

Preto

 

Presente em quase toda coleção de moda, é a cor do mistério, da introversão e da elegância. Por conta de sua versatilidade, é frequentemente combinada com outros tons, refletindo seus significados.

 

Além de ser democrático, o preto serve como plano de fundo para outras cores e estampas.

 

Branco

 

O branco realça a luz de outras tonalidades e cria contraste com a maioria dos elementos. Paz, inocência, clareza, perfeccionismo, tranquilidade e frescor são algumas das associações da cor.

 

Aplique na moda

 

A primeira dica para usar a psicologia das cores na moda é conciliar os padrões de sensações com a imagem da marca. Se a sua confecção trabalha com beachwear em cores e estampas vivas, basear uma coleção em tons neutros pode ser uma escolha equivocada.

 

Conhecer o perfil do consumidor também é essencial para determinar as cores da sua coleção de roupas. Investir em tons modernos ou seguir as tendências de cores do mercado é mais indicado para públicos que respondem positivamente a propostas ousadas.

 

Outra dica é acreditar no poder das combinações e utilizar o círculo cromático para multiplicar as possibilidades. Com ele, é possível montar propostas suaves, neutras, fashionistas e personalizadas. Unir cores complementares, por exemplo, garante um visual criativo e descontraído.

 

Aplicar a psicologia das cores nas roupas é apostar em uma coleção envolvente e bem pensada. Dedique um tempo extra no mapa da coleção para escolher a paleta de cores e tenha uma coleção que combina com a sua marca e é capaz de engajar o seu público.

 

 

 

 

 

 

 

Por Agência Brasil

 

O Senado aprovou nesta quinta-feira (6) o projeto de lei que dá à mulher vítima de violência doméstica prioridade em programas sociais de acesso à moradia. O objetivo é garantir, com a maior brevidade possível, a possibilidade de sua mudança para longe do agressor. O projeto segue para a Câmara dos Deputados.

 

“Oferecer saídas para as mulheres agredidas é um alento que está ao nosso alcance e certamente contribuirá para combater o flagelo da violência contra a mulher, requerendo para tanto apenas a reorganização de prioridades no acesso a programas sociais de moradia, sem custo adicional aos cofres públicos”, disse o relator, senador Paulo Rocha (PT-PA).

 

Nesse caso, os dados relativos à relação de beneficiários de programas habitacionais deverão ser anonimizados. “A medida é prudente, pois ajuda a proteger as beneficiárias contra exposição indevida de sua intimidade e contra novas violações de direitos”, disse o relator. 

 

Paulo Rocha ainda acatou uma emenda incluindo entre os casos prioritários as mulheres responsáveis financeiramente pela unidade familiar.

 

 

 

 


Enquete

Qual seu grau de confiança em Bolsonaro após novas polêmicas?





VOTAR PARCIAL