Por: BN
09/06/2020 - 11:57:09

O distanciamento social tem levado soteropolitanos a repaginarem os lares: mudar os móveis de lugar, adquirir modelos novos e baratos, pintar paredes desgastadas, mexer na decoração e até reformar cômodos estão sendo algumas das opções durante o isolamento.

Mesmo diante da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), alguns brasileiros estão conseguindo tempo para reorganizar as moradias. Segundo um levantamento da Associação Brasileira de E-Commerce (Abcomm) em parceria com a Konduto, a compra de “móveis” está entre os segmentos que mais venderam no período.

Entretanto, para o arquiteto baiano Márcio Barreto, a procura pela arquitetura acessível? —?mudar sem gastar muito?—?cresce em paralelo pelos bairros da capital baiana, visto que é um modelo econômico, efetivo e que traz resultados visíveis para os lares.

“Primeiro é importante desmistificar um conto sobre a arquitetura acessível. Muitas pessoas entendem esse modelo exclusivamente como ‘algo de valor mais barato’ e tentam reproduzir ambientes luxuosos com menos dinheiro, mas não é bem assim. A arquitetura acessível tem o seu estilo próprio e está associada ao uso de materiais funcionais, econômicos e duradouros, aproveitando-se deles e da criatividade para criar espaços esteticamente belos”, explica.

A frente da Arquitetura do Barreto, o profissional separou 3 dicas essenciais para quem quer repaginar salas, varandas e outros cômodos sem precisar gastar muito.

Decoração criativa

“Olhe para os próprios itens que você tem em casa. Agora, tente visualizá-los com outros usos, como na parede, sobre o móvel da TV ou na mesa de centro, por exemplo. Uma amostra de decoração criativa é usar uma chaleira como um vaso para plantas suculentas, mudando aspectos da varanda. Outra ideia super bonita e interessante é prender um ‘colar de contas’ perto dos quadros, somando-o à decoração de uma sala diferenciada”, aconselha Márcio, “Vamos, vasculhe a casa para repaginá-la!”, encoraja.

Não decore todas as paredes

“Você não precisa decorar todas as paredes da sua casa. Uma opção é caprichar na decoração da parede mais visível, ou então, decorar aquela parede que justamente não é logo vista assim que entra no ambiente, tornando-a se um elemento surpresa à medida que vamos andando no espaço”

Não compre itens desnecessários

“Em tempos de crise e aperto financeiro, tenha muito cuidado com as promoções ou frete grátis. Isso porque essas ofertas tendem a atrair o consumidor e levá-lo a compra de itens desnecessários, que poderiam ser feitos manualmente ou usando a decoração criativa. Controle-se e pense cuidadosamente se não consegue obter a funcionalidade que deseja com outro item da casa”


Enquete

Vale a pena retomar o ano letivo ainda em 2020?





VOTAR PARCIAL