Por: Redação, com G1
23/01/2020 - 12:53:44

O baiano João Pedro Silva Bonfim é o dono da única nota 1.000 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no estado. Ele tem 19 anos e mora na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste do estado.

João Pedro sonha em cursar medicina na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb).

“Quando eu era pequeno eu queria ser astronauta. Era um sonho de criança, queria descobrir o espaço, porque é um local que ninguém conhece. Ia ser legal descobrir o novo, mas o tempo foi passando e eu fui perdendo o interesse, os olhos pararam de brilhar”, contou o estudante.

“Ano passado eu tentei aplicar em medicina, e esse ano eu vou tentar de novo. A segunda opção é a área de linguagens, que eu gosto bastante. Pode ser Letras ou Relações Internacionais. Eu tenho visto que [medicina] é uma área valorizada no mercado”.

O tema da redação do Enem 2019 foi “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Os estudantes tiveram acesso a textos de apoio como um trecho do artigo “O que é cinema”, de Jean-Claude Bernardet; um trecho do texto “O filme e a representação do real”, de C.F.Gutfreind; um infográfico do periódico “Meio e a Mensagem” sobre o percentual de brasileiros que frequentam as salas de cinema; e um trecho do texto “Cinema perto de você”, da Ancine.

Ao ser perguntado sobre as dificuldades que encontrou na prova de redação, João Pedro disse que o tema foi mais difícil que o de 2018: “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”.

Em 2019, João Pedro usou o filme “O Grande Ditador”, escrito, protagonizado e dirigido por Charles Chaplin para fazer um paralelo entre os anos 40 e 2019. Para o jovem, a ideia era trazer a importância sobre a população ter a consciência da gravidade do preconceito.


Enquete

Preso, Queiroz pode ruir o governo Bolsonaro?




VOTAR PARCIAL