Por: ÁreaVip
01/06/2020 - 00:02:00

Aos 57 anos de idade, Xuxa Meneghel bateu o martelo e decidiu que 2021 será seu último ano nos palcos. Mas tem coisa nova por aí...

De acordo com a nova coluna de notícias do Leo Dias, no Metrópoles, ano que vem, será o último ano de Xuxa Meneghel nos palcos. Aliás, a Xuxa deu uma declaração sobre isso confirmando a informação: ”Eu penso em parar. Não quero mais fazer shows. Era pra ser em 2020, mas por causa da pandemia vou passar para 2021. Vai ser a última viagem da nave, na nossa concepção. Faremos shows pelo Brasil e pela Argentina.”, revelou. Ou seja, haverá uma turnê bem grande da eterna ”Rainha dos baixinhos” como ela declarou na nota.

Xuxa planeja série com Angélica e Eliana, saiba mais!

Não pense você que a Xuxa irá parar os shows ou que a carreira dela ira estagnar. Além disso, Xuxa também deu uma entrevista recentemente em uma live para a Marie Claire. Nessa live ela disse que está pensando em fazer uma série com Eliana e Angélica: “Estou pensando em fazer um seriado com a Angélica e Eliana. Só você que tá sabendo agora.“, disse Xuxa ao repórter Felipe Carvalho, em transmissão de vídeo realizada pela revista. Fato que chamou muito atenção, afinal de contas, Xuxa ainda é contratada da RecordTV, Angélica da Globo e Eliana do SBT. Seria talvez um produto para a Internet?!

E a Globo?

Em suma, Xuxa falou também ainda sobre outra live, dessa vez sobre a que foi concedida a Pedro Bial, que inclusive repercutiu bastante. Portanto ela negou boatos de que teriam rolado atritos com a RecordTV por ela estar na Rede Globo dando entrevistas e garantiu que foi tudo muito tranquilo. Por fim, ela afirmou que não existe nenhuma probabilidade de retorno para a emissora Rede Globo. Enfim, esclarecendo rumores, a loira disse que não houve nenhum acordo.


Enquete

Bolsonaro vetou obrigatoriedade de máscara em órgãos públicos, estabelecimentos comerciais e industriais, templos religiosos e locais fechados, mas não tem valor sobre decretos estaduais e municipais. O que você achou da decisão?




VOTAR PARCIAL