Por: AtlanticaNews
15/12/2020 - 18:52:38


 

O mundo do esporte oferece muita diversão e entretenimento aos telespectadores, mas muitas vezes acidentes acontecem, e infelizmente alguns são fatais. Relembre 9 acidentes durante eventos esportivos que ficaram marcados para a eternidade. Veja a seleção de tristes acontecimentos que a KTO Apostas esportivas, preparou.

Ayrton Senna, 1994, Itália

No dia 1 de maio de 1994, o Brasil estava reunido para acompanhar mais um Grande Prêmio de Fórmula 1. Porém, ninguém imaginava que o GP de San Marino, na Itália, ficaria marcado para sempre como o último de Ayrton Senna, ídolo brasileiro.

Um dia antes, no treino, Roland Ratzenberger faleceu ao bater o seu carro. Um dia depois, na corrida, foi a vez de Senna perder a vida em um final de semana desastroso para o mundo da Fórmula 1 e do esporte em geral.

A corrida estava no início, e o brasileiro ia fazendo a melhor volta. Porém, na curva Tamburello, o piloto perdeu o controle do carro e se chocou com um muro de concreto. Senna chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Caleb Moore, 2013, Estados Unidos

Em uma prova de snowmobile, em 2013, o atleta Caleb Moore acabou sofrendo um acidente fatal, após o seu Snowmobile virar na neve durante um salto. Ele acabou batendo fortemente a nuca no chão, foi atendido, passou por cirurgia, mas não resistiu.

Sion Milosky, 2011, Estados Unidos

O surfista havaiano Sion Milosky encarou a famosa onda de dez metros em Mavericks, em 2011, mas o resultado foi um acidente fatal. Com 35 anos, ele pegou a onda, mas após cair e ser engolido pela mesma, não conseguiu chegar à superfície, falecendo no local. O seu corpo foi encontrado 20 minutos após o acidente.

Serginho, 2004, Brasil

Em 2004 o São Caetano encantava o Brasil com um futebol alegre. Porém, no dia 27 de outubro uma fatalidade tirou a vida do seu capitão. O duelo era contra o São Paulo, no Morumbi, quando Serginho caiu no gramado com uma parada cardíaca. O jogador foi socorrido, mas não resistiu.

Akil Mitchell, 2006, Estados Unidos

Em 2006, Akil Mitchell jogava a Liga Universitária de Basquete. Em uma disputa de bola, o jogador acabou recebendo uma "dedada" sem a intenção do adversário. A ação fez com que o olho de Ray fosse empurrado para fora da órbita, chocando todos os presentes. Felizmente para o jogador, o seu olho foi recolocado, e ele não teve danos maiores, retomando a sua carreira.

Janos Baranyai, China, 2008

Nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, o levantador de peso Janos Baranyai chocou o mundo. Ao levantar 148 kg, o seu ombro saiu do lugar, dobrando o seu antebraço para trás e fazendo com que todo o peso caísse sobre as suas costas. A cena foi forte e a lesão seríssima, mas o atleta voltou a competir após dois anos de recuperação.

Ronnie Lott, 1985, Estados Unidos

Em 1985, Ronnie Lott, atleta do San Francisco 46ers, na NFL, teve um acidente que chocou o mundo. Em uma partida, a sua mão ficou presa no capacete do adversário, e com o impacto o jogador teve a ponta do dedo arrancada. Foi necessário realizar um procedimento cirúrgico para amputar o dedo de Lott, que ainda assim seguiu a sua carreira.

Maikon Leite, 2008, Brasil

Em 2008, o jogador de futebol Maikon Leite teve uma lesão raríssima, em um lance bem feio. Ele se chocou com o goleiro Bruno, então do Flamengo, e teve a sua perda dobrada em uma cena inesquecível. Ele rompeu os ligamentos cruzados anterior e posterior, colateral medial, ligamento patelar e deslocou a rótula, tudo de uma vez. O atleta se recuperou, mas nunca mais foi o mesmo.

Jake Brown, 2007, Estados Unidos

No X Games de 2007, em Los Angeles, o skatista Jake Brown sofreu a maior queda da história do evento. Na megarampa, o australiano teve uma queda livre de 25 metros, impressionando e assustando a todos. Ele acabou quebrando duas costelas, ferindo o braço e o fígado, mas se recuperou e voltou a competir.


Enquete

De quem é a culpa do aumento do combustível?




VOTAR PARCIAL